Educação, ainda na era da negação?

Por @na correi@ há 1760 dias Comentários (5)

Caros moo(c)quianos,

Num contexto qualquer que já não sei precisar dei com esta frase de John Dewey que alguém referenciava no início de um artigo: “if we teach today as we taught yesterday, we rob our children of tomorrow.” e pensei - eis aqui um crime que não quero cometer.

Mas será que já aceitámos verdadeiramente o presente, será que estamos verdadeiramente a deixar que o presente integre a educação?

De um modo geral há recursos e acesso, mas e o saber fazer, mas e a criatividade, mas e os medos? Não que se esqueça o passado, antes pelo contrário (há ferramentas tradicionais fabulosas), mas de um modo geral serão os professores resistentes ao presente?

Que outros mas? Como combatê-los?

Até já,

@na

Comentários

  • TM há 1760 dias

    Boa tarde! 

    É bem verdade o que escreveu! E permita-me , retomo aqui as suas palavras

    " Mas será que já aceitámos verdadeiramente o presente, será que estamos verdadeiramente a deixar que o presente integre a educação?

    De um modo geral há recursos e acesso, mas e o saber fazer, mas e a criatividade, mas e os medos? Não que se esqueça o passado, antes pelo contrário (há ferramentas tradicionais fabulosas), mas de um modo geral serão os professores resistentes ao presente?

    Que outros mas? Como combatê-los?" 

    Não pretendo dar resposta, ou mesmo não sei se sei dar, encontrar respostas para as suas questões. Mas tal com tal com Beckett escreveu " Falhe. Tente outra vez. Falhe melhor." 

    Este tem sido o caminho que tenho vindo a percorrer! 

    Até já,

    @TM

     

  • @na correi@ há 1760 dias

    :)

    Um ótimo primeiro passo.

  • @na correi@ há 1760 dias

    ou talvez O PASSO...

  • carmenvaladas há 1760 dias

    O primeiro PASSO é o mais difícil, não é?!Wink

  • Daniela há 1759 dias

    Olá =)

     

    Na minha opinião, existem ferramentas "tradicionais" que realmente são, como indicas, fabulosas! Considero também a utilização das novas tecnologias devem ser um complemento ao trabalho dos professores. 

    No que diz respeito aos medos e aos "ses", penso que ainda existe resistência por parte dos professores, pois existe o "medo" na sua utilização, talvez porque não são devidamente preparados para tais mudanças e, desta forma, não conseguem compreender verdadeiramente o papel das tecnologias na educação e a potencialidade destas no processo de aprendizagem, tanto própria como dos seus alunos. 

    A responsabilidade nestes casos, não é unicamente dos professores, mas sim das Instituições de ensino que devem repensar na sua "estrutura" de forma a adoptar as novas tecnologias e preparar todo o seu "staff" para uma utilização correcta e producente, para que a sua implementação faça realmente sentido! 

    Daniela :)