Tecnologias educando alunos e professores

Em nosso cotidiano escolar, compartilhamos constantemente diversos tipos de conhecimentos, informações, dúvidas, incertezas, medos, angústias, saberes, momentos de stress, momentos de conquistas e na era em que nos encontramos, a tecnologia está permeando todo esse processo. E consequentemente, torna-se imprescindível o domínio de ferramentas, que estão ao nosso redor, no processo de ensinar, aprender e interagir.

Diante de tudo isso que nos cerca atualmente, como fica o professor? 


Eis aí um grande desafio: integrar a tecnologia à educação, pois ela poderá ser uma grande aliada no processo de comunicação e interação.

Mas, para isso, vale ressaltar que compartilhar conhecimento envolve uma equipe de pessoas motivadas e com a competência necessária para desenvolver atividades, mesclar ações de maneira a contribuir significativamente para uma educação de qualidade.

Paralelamente a isso, escolas já possuem  computadores, lousas digitais e tablets e a utilização de jogos, comunidades virtuais, blogs, redes sociais e também elearning estão cada vez mais frequentes. Tudo isso pode contribuir para motivar os alunos a participarem mais ativamente das atividades propostas. Porém, a mediação pedagógica é primordial e, é nesse momento que o professor assume seu papel de  mediador entre o aluno e sua aprendizagem, o incentivador e motivador. Segundo Moran (2014), o professor assume uma nova atitude.

Ensinar, informar, aprender e comunicar sempre estiveram presentes na sociedade, porém, o desafio maior, neste momento, é como utilizar as novas tecnologias  e como desenvolver as competências para que o professor as utilize da melhor forma possível.

Estamos sofrendo uma avalanche de informações e saber lidar com tudo isso, filtrando, analisando, adequando, aperfeiçoando e compartilhando, são algumas das novas competências e capacidades que deverão ser desenvolvidas naqueles que trabalham com educação. 

Referências:

http://www.ticsnaeducacao.jex.com.br/includes/imagem.php?id_jornal=17782&id_noticia=1

Moran, J.M., Masetto, M.T. & Behrens, M.A. (2014). Novas tecnologias e mediação pedagógica. SP: Papirus.

 

Comentários

  • Bruna Mazzer há 1633 dias

    Pois é, Eliane! Vimos aqui no nosso país uma iniciativa do governo uns anos atrás que distribuiu tablets a muitos professores da rede pública e hoje constatamos que nada mudou significativamente em termos tecnológicos naquelas escolas. Isso acontece porque não adianta ter a tecnologia. É preciso prepararmos profissionais e alunos para tal uso. Creio que isso seja o que está faltando ser feito atualmente! Abraços, Bruna