Igualdade nas escolas

Boa tarde a todos,

Sou professora e mãe de dois meninos. Um deles tem síndrome de Asperger e entrou este ano para a primária. É um aluno fantástico e tem a sorte de ter uma professora excelente e preocupada. Está englobado no ensino especial apesar de ter exatamente o mesmo programa curricular e de se seguir as mesmas atividades dos colegas. A escola e nós (Encarregados de Educação- eu e o meu marido) temos feito o possível e o impossível para que os apoios necessários sejam dados e garantidos, mas o que ocorre é um sem fim de papeladas e reuniões desnecessárias e meu ver e cujo resultado é débil e moroso. Se não fosse a boa vontade da escola, da professora e funcionárias o meu filho teria apenas uma presença semanal ou quinzenal de 45 minutos de uma professora de ensino especial, o que é completamente ridículo.

A igualdade é falada e é pretendida, no entanto existe apenas se estivermos todos dispostos a fazer por isso. Falo do meu filho mas relato outro caso.

Tenho este ano um aluno com necessidades educativas especiais numa das minhas turmas e o único apoio que temos é a nossa entreajuda e bom senso (entre a direção escolar e o corpo docente). Traçamos estratégias para o aluno e cada professor adapta a sua aula para o aluno e para as atividades que o aluno precisa realizar.

Por isso pergunto, estaremos nós todos sensibiizados para uma escola igual para todos ou será apenas uma ideologia e uma realidade muito longe de ser verdade?

Cumprimentos,

Raquel Amaral

Comentários

  • Luís Simões há 1666 dias

    Olá Raquel,

    Esta é a realidade que temos.

    Os nossos alunos merecem tudo e mais alguma coisa. Serão os nossos sucessores. O que tenho verificado é uma falta de professores especilaizados para os diferentes tipos de problemas apresentados pelos nossos alunos e quando disponíveis e tempo é sempre pouco. Resume-se a um bloco de 90 minutos ou 45 minutos semanais.  Do meu ponto de vista, deveria ser mais tempo. Pois as crianças e jovens mereçem e estamos numa escola inclusiva.

    Vamos ser optimistas e esperar por melhores dias!

    Cumprimentos

    Luís Simões

  • Amélia Ferreira há 1666 dias

    Olá!!!

    Como a compreendo... Sou professora há 17 anos e cada dia vejo uma "invenção" que traz sempre mais algo de negativo... Nem queira imaginar o esforço de quem está do outro lado, quer dar mais e não consegue...

    Bom fim de semana

    Amélia Ferreira

  • Rifaustino há 1666 dias

    Quando se fala muito de uma coisa é porque ela não acontece.

    O ideal "escola inclusiva" existe mas será que é mesmo assim? penso que não. há muitos fatores que o dificultam e por vezes o impedem...

  • Antonia Almeida ESanto há 1665 dias

    Nos últimos anos assistimos ao desmoronar da escola inclusiva... não é com a introdução de exames a partir do 1º ciclo nem com o prolongamento dos programas que caminhamos no sentido de uma escola para todos... considero mesmo que muito do que já tinhamos conseguido foi deitado fora...

    Continuamos a descriminar crianças pelo seu QI quando já se sabe muito sobre a forma de aprender através por exemplo da Teoria das Inteligências Múltiplas... 

    Enfim, uma involução na inclusão...

  • Adelina_Rodrigues há 1665 dias

    Compreendo perfeitamente a Raquel. Vivo uma situação semelhante acompanhando de perto o filho de uma amiga. Toda a ajuda ao menino tem que ser «arrancada a ferros», seja onde for.

    Força!

  • Raquel Amaral há 1664 dias

    Obrigada a todos pela força e pelos comentários que são sempre bem vindos.

    Não sou de desistir nem nunca o farei, para a frente é que é o caminho, quer pelo meus filhos quer pelos meus alunos.