Aprender é a única coisa de que a mente nunca se...

Dizia o ANTONIO R. ALCARVA nas curtas: Aprender é a única coisa de que a mente nunca se cansa, nunca tem medo e nunca se arrepende. Albert Schweitzer

Quis responder-lhe, mas a limitação no nº de palavras não o permitiu, aí vai agora:
 
E apesar dessa frase bonita, com que todos concordamos, deparamo-nos cada vez mais com um número significativo de jovens que, aparentemente, não demonstram interesse pelo que quer que seja, muito menos, claro, por aquilo que as nossas escolas pretendem ensinar.

Fica sempre esta pergunta incomoda para um professor: O que é que fará com que crianças, naturalmente curiosas quando iniciam a escolaridade, se transformem após alguns anos, de 5 ou 6 horas diárias de escola, em adolescentes amorfos, desinteressantes e disinteressados?