Plágio na escola

É necessário despertar nos alunos a consciência de que plagiar é errado, é muito difícil para eles resistirem a um trabalho que já está feito quando se confrontam com um elevado número de trabalhos para realizar, mas há que colocá-los na pele do outro, do plagiado, para que tomem consciência de que estão a cometer uma irregularidade e não estão realmente a aprender ou a mostrar a sua criatividade.

Já me deparei com vários plagios por parte de alunos. Uma vez foi pedido como trabalho de casa um poema e um deles trouxe um poema que leu na turma. Vi logo, pela linguagem, que não podia ser dele e bastou uma simples busca no Google para descobrir que era a letra de uma canção. Dei ao aluno a possibilidade de fazer ele um poema para substituir o plagiado.

Outra vez foi até caricato. Para apresentação oral era pedido um trabalho sobre Os Maias de eça de Queirós. O aluno disse que lera o livro mas não encontrara nada sobre a persdonagem que devia analisar para apresentar. De qualquer modo tentara e trazia o trabalho para apresentar. Quando começou a apresentar a turma desatou a rir, ele fora à net pesquisar por Maias e trazia a descrição da civlização Maia.