Tecnologias, uma realidade na educação do século

A presença da tecnologia na educação é uma realidade que os professores vêm enfrentando, para a qual se têm de adaptar, e, sobretudo encará-la como a ferramenta que não o substitui mas que o ajuda a tornar as suas tarefas mais eficazes e até eficientes.

Se nos reportarmos ao ensino a distância, de facto que a tecnologia é indispensável mas a meu ver, o professor também o é, na medida em que ele desempenha um papel fundamental na gestão dos conteúdos, na orientação das matérias a apreender e nas apreendidas e muito mais importante, na motivação para a utilização das tecnologias de forma contextualiza e colaborativa.

Comentários

  • Maria Emanuel Almeida há 1410 dias

    Quando referes que "a tecnologia é indispensável, mas a meu ver, o professor também o é", posso subentender que pões em discussão a possibilidade do professor ser substituido pela tecnologia ou não ser importante a sua presença devido à tecnologia.

    Esta questão é muito importante, pois é preciso ter presente que o professor nunca é substituido pela tecnologia, muito pelo contrário o Ensino a Distância (EaD) implica um compromisso por parte do professor, por vezes maior do que se tratasse do ensino presencial.

    O empenho por parte do professor do EaD é continuo e de uma grande responsabilidade, visto que não há o contato presencial e a possibilidade de cometer erros perante os alunos, podendo vir a substimar algo que seja dito/escrito.

    Um professor de EaD não tem a possibilidade de ver as reações físicas dos mesmos alunos. Aspeto que é facilitador no que respeita a interação do professor-aluno e aluno-aluno. Para colmatar esta possível falta presencial, o professor de EaD deve dinamizar e desenvolver diversos artefactos que lhe permitam conhecer as reações dos alunos e interpretá-las, a fim de que os seus objetivos sejam alcançaveis. #ecoimooc3 e #ecoimooc3t1 

  • Isabel Paiva há 1410 dias

    Olá colega. O que quero dizer é precisamente o contrário, senão repara no que digo: "A tecnologia é indispensável mas o professor também o é"... e acrescento agora INSUBSTITUÍVEL.

    Obrigada pela participação.

    [] Isabel Paiva

  • Isabel Paiva há 1410 dias

    Reforço ainda que as novas tecnologias não têm o poder de substituir um professor.

    O grande desafio dos professores é adaptar essas tecnologias ao contexto sem que as mesmas se tornem em meros instrumentos didáticos, mas antes em ferramentas que possibilitem criar “novas formas de pensar”, ou seja, que seja dado um sentido à utilização das ferramentas tecnológicas.