• Blogs
  • Andreia Monteiro
  • Competências digitais dos professores e as tecnologias digitais como ferramentas educacionais!!!

Competências digitais dos professores e as tecnologias digitais como ferramentas educacionais!!!

As possibilidades do uso das aplicações informáticas como ferramentas educacionais continuam a crescer. Cada dia surgem novas aplicações informáticas como recursos para enriquecer e favorecer o processo de aprendizagem, mas ainda há um longo caminho a percorrer, para que a efetiva integração das TIC seja verdadeiramente transversal no currículo, e feita de forma sistemática e planeada, em vez de pontual e espontânea.

Integrar as aplicações informáticas no currículo pressupõe um conhecimento a nível dos recursos existentes na escola, do próprio equipamento e dos materiais didáticos disponíveis.

O uso de aplicações informáticas é positivo, sendo uma fonte de interesse, motivação, envolvimento e desenvolvimento intelectual dos alunos e do professor.

As aplicações constituem um recurso educativo se forem utilizadas pelos elementos da escola com o objetivo de melhor desempenharem as suas funções e papéis.

Urge disponibilizar formação aos professores (apoio e aprofundamento de aplicações informáticas disponíveis na rede da escola).

Comentários

  • Francisco Costa há 1457 dias

    Concordo com a urgência da disponibilização de formação aos colegas, onde esta muito bem se enquadra. Também me assusta a frequência com muitos não se importam em não a frequentar...

  • Selda Costa há 1457 dias

    Concordo Francisco como é possivel que muitos professores não sintam necessidade de se atualizar, o mundo da tecnologia avança todos os dias é necessário uma formação permanente.

  • Maria Ramos há 1457 dias

    Uma componente fundamental de educação è a formação e atualização de professores, de forma que a tecnologia seja de fato incorporada no currículo escolar, e não vista apenas como um acessório .

    #ecoimooc3,#ecoimooc3t1

  • Maria Ramos há 1457 dias

    Ainda é preciso avançar muito. Os dados disponíveis mostram que, infelizmente, ainda é muito incipiente a formação de professores com a perspectiva de criação de competências no uso das tecnologias na escola.

    #ecoimooc3,#ecoimooc3t1

  • Maria Ana Peixoto Carvalhal há 1457 dias

    Deparo-me com situações em que as tecnologias estão disponíveis nas salas de aula e alguns colegas (professores) não fazem uso desses equipamentos..quadros interativos, plataforma moodle... por falta de preparação/conhecimento! Efetivamente ainda há muito caminho a percorrer, o professor tem que se preocupar pelo seu percurso de formação contínua para contribuimos para a formação de cidadãos mais preparados.

  • Fatima há 1457 dias

    Olá, Maria Ana!

    É verdade! Há professores que quase se recusam a utilizar as novas tecnologias. Uma colega, que mudou este ano de escola, descobriu que havia um QIM numa sala, que não era utilizado. Para "não levantar ondas" informou-se junto de uma funcionária. Que ficou muito admirada desse colega saber trabalhar com "aquilo". Combinaram, numa determinada tarde ir àquela sala, ligar o QIM e ver se funcionava. É que o técnico até podia ir lá reparar...

    #ecoimooc3, #ecoimooc3t

  • Maria Ana Peixoto Carvalhal há 1457 dias

    Boa noite Fátima!

    Digamos que já é um começo, pode ser que essa colega consiga "entusiasmar" outros professores...até poderia dar uma pequena formação aos colegas!

    Por vezes até tenho de sair da minha sala de aula para ajudar colegas a ligar o projetor multimédia ao pc!! Mas vou..ainda bem que arriscam e deixam as fotocópias, acetatos...entre outros recursos e procuram arriscar/inovar! #ecoimooc3; #ecoimooc3t

  • R.EstelaSilva há 1457 dias

    Olá

    Boa Noite

    Concordo com o referido sobre a urgência da disponibilização de formação docentes, como a que estamos a frequentar. Sem dúvida que a literacia digital envolve, no presente, um conjunto diversificado de competências, capacidades, atitudes e valores acerca de produtos e processos atuais da ciência e as suas implicações na vida dos cidadãos e na sociedade do presente.