Tema 1 - Reflexão

As novas tecnologias estão por todo o lado e já fazem parte do nosso dia-a-dia, direta ou indiretamente todos as usamos e, mais importante, estamos cada vez mais dependentes delas!

É incontornável a utilização destas ferramentas também em contexto educativo!
Primeiro, porque os novos alunos usam a tecnologia como uma extensão deles próprios. No entanto, essa utilização tem que ser aperfeiçoada e orientada, quer pelos pais - em matéria de lazer e contexto sociocultural, quer pelos professores - em contexto de sala-de-aula.
Segundo, a não utilização das TIC é uma falha relativamente à realidade que vivemos e ao contexto atual da nossa sociedade. O uso das tecnologias em educação promove a aquisição de um novo conjunto de competências essenciais à futura inserção no mercado de trabalho e na sociedade em geral.

Em ambas as situações, o professor é chamado à ação. Tem de se atualizar (constantemente), tornar um expert no uso e aplicação das TIC na sua prática pedagógica e, não menos importante, orientar e preparar os seus alunos para o uso correto, crítico e benéfico da tecnologia!

Por todas estas razões, e muitas outras mencionadas pelos colegas, este é um tema extremamente pertinente, atual e de discussão primordial no que diz respeito ao futuro da educação e do perfil de competências do professor!

Comentários

  • Fatima há 1346 dias

    Bom dia, Bárbara

    Acho o seu comentário muito sucinto, tocando em todos os pontos principais que tratamos nesta Unidade. Muito importante é a formação de professores. Que além de estarem preparados para o uso e domínio das TIC, precisam saber como orientar os seus alunos na nova "teia". Alguns dos nossos alunos são considerados "mestres" nas Novas Tecnologias, já "nascem ensinados", chegam muito depressa à resolução de um problema, enquanto nós, professores, nos pedermos... Tudo isso pode ser verdade. Tenho alunos que conseguem enviar SMS com o telemóvel dentro do bolso, mas não conseguem escrever um "recado" simples, mesmo com orientação. Há uma desaprendizagem que se tem de proporcionar, acompanhada por um reforço de competências de espírito crítico, desejo de aprender coisas novas...

    #ecomoimooc3, #ecomoicmooc3t1

  • Tiago Basilio há 1338 dias

    «É incontornável a utilização destas ferramentas também em contexto educativo!»

    Bom dia, Bárbara.

    A utilização dessas ferramentas é útil, mas será incontornável? Será mesmo imprescindível?

    Os vários ciclos e cursos foram pensados, planeados e concretizados em currículos pedagógicos coerentes e bem delimitados. Parece-me que a Web começa a constituir-se como um sistema invasor e subversivo do processo ensino-aprendizagem, quais entidades estranhas que ultrapassam as nossas fronteiras e desequilibram o nosso ambiente.

    É certo que temos de saber lidar com eles, a integridade profissional assim o dita, mas não devemos ser conquistados e alienados por eles nem deixar que as nossas aulas o sejam. Afinal, ainda acredito que os professores devem ensinar os alunos a usar a sua principal ferramenta: o cérebro.