Artefacto 1

Introdução

As tecnologias digitais assumem, nos dias de hoje, uma importância crescente, qualquer que seja o quadrante onde são utilizadas, seja a nível social (interações), educacional, do lazer ou do trabalho.

Não as utilizar é ficar para trás e descontextualizado num mundo cada vez mais digital, em que a grande maioria da população que as utiliza, se torna mais capacitada e conscientemente informada.

A geração mais nova assume-as como um dado adquirido, um utensílio, como outro qualquer, de que necessita no quotidiano para levar a cabo tarefas essenciais, sem as quais já não consegue passar sem utilizar.

Na educação, em particular, as tecnologias digitais, não só podem ser um recurso fundamental para passar conhecimentos, melhorar aptidões e capacidades, como também se tornam preponderantes para aumentar a atenção dos alunos, fomentar a motivação e introduzir a reflexão sobre os conteúdos temáticos a trabalhar. Permitem a realização de tarefas individualmente ou em grupo, tendo acesso a um computador, telemóvel ou iPAD, possibilita a interação em simultâneo, ordenada, a partir do seu lugar e com o professor à medida que as tarefas vão sendo elaboradas. São um recurso precioso para entregar trabalhos, receber mais informação, para tomar conhecimento de tarefas e testes, bem como de dados sobre a avaliação nas diferentes disciplinas. Permite, inequivocamente, ao docente ir ao encontro das necessidades básicas dos alunos, inovar e implementar boas (melhores e mais adequadas) práticas educativas, ou seja assumidamente mais inclusivas, conducentes ao sucesso dos alunos e à melhoria de processo de ensino e de aprendizagem. Falamos de literacia digital. A Escola / o Ensino tem necessidade de acompanhar a demanda da sociedade, para capacitar os alunos com os conhecimentos e aptidões tecnológicas ao serviço das diferentes áreas académicas, que os tornarão mais capazes para a vida pós-escolar, mas habilitados para a inserção no mundo do trabalho e na sociedade, em geral.

Nesse sentido, os currículos têm vindo a dar um maior relevo às TIC, que constam dos programas e orientações curriculares logo a partir do pré-escolar e como disciplina nalguns anos e ciclos de ensino.

 

 

Cenário de Aprendizagem

Turma de alunos no segundo ano de escolaridade, com aluno com Necessidades Educativas Individuais (NEE) com paralisia cerebral, sem capacidade de oralização e em que se pretenda:

 

Competências:

  1. Ser capaz de expressar-se utilizando vocabulário do quotidiano;
  2. Adquirir novos vocabulários e utilizá-los em contexto;
  3. Ser capaz de comunicar sobre diferentes temáticas com simbologia da comunicação alternativa;
  4. Ser capaz de utilizar o PC com ecrã táctil para comunicar;

 

 

Objetivos:

  1. Reconhecer o significado de novas palavras, relativas a temas do quotidiano, áreas de interesse dos alunos e conhecimento do mundo (por exemplo, casa, família, alimentação, escola, vestuário, festas, jogos e brincadeiras, animais, jardim, cidade, campo);
  2. Legendar de forma correta imagens que descrevem atividades;
  3. Construir frases, sintaticamente corretas, do tipo Sujeito + Predicado
  4. Aumentar a linguagem compreensiva e expressiva (comunicação alternativa);
  5. Utilizar as TIC na comunicação alternativa.

 

Ferramentas Tecnológicas:

  1. Boardmaker
  2. PC com ecrã táctil
  3. Quadro interativo
  4. Cadernos de comunicação elaborados com recurso a simbologia da comunicação alternativa

Comentários

  • joaobarbara há 1387 dias

    Artefacto interessante e com uma visão muito particular. 

    Obrigado pela sua partilha.

  • Antonio_Franco há 1386 dias

    Excelente.

    Obrigado pela partilha.

  • anaclara há 1386 dias

    Achei este artefacto interessantissimo. As pessoas com necessidades especiais são importantes e teem direito a uma ajuda educativa através das tecnologias inovadoras.

    Aliás são elas que neste caso as ferramentas são utilissímas. O tacto, o estimulo visual, sonoro são como bem disse uma comunicação alternativa, mas que os faz

    chegar de certa forma a nós. Considero o seu artefacto de grande valor.

     

  • anaclara há 1386 dias

     #ecoimooc3t2 #artefacto1)

    Achei este artefacto interessantissimo. As pessoas com necessidades especiais são importantes e teem direito a uma ajuda educativa através das tecnologias inovadoras.

    Aliás são elas que neste caso as ferramentas são utilissímas. O tacto, o estimulo visual, sonoro são como bem disse uma comunicação alternativa, mas que os faz

    chegar de certa forma a nós. Considero o seu artefacto de grande valor.

  • Liliana Sofia Franco Guerreiro há 1386 dias

    Interessante ter utilizado um artefato exclusivo para aluno NEE. Para estes alunos é importantíssimo a utilização dos recursos educativos digitais.

    Obrigado pela ideia.

     #ecoimooc3t2, #artefacto1

  • Maria Emanuel Almeida há 1381 dias

    Olá Alvaro

    Obrigada por este artefacto muito interessante, criativo e útil para quem NEE e para todos/as na medida em que nos podemos conhecer melhor.

    Assim, ninguem se sente excluído, muito pelo contrário.

    Obrigada e até breve!
    Emanuel #ecoimooc3t2, #artefacto1