Colaboração e os wikis.

Lourenço Dias (2012) referindo-se a Stahl, Kosschmann & Suthers (2006), apresenta-nos a aprendizagem colaborativa como a envolvência entre os indivíduos como membros do grupo, implicando negociação e partilha de significados, incluindo a construção e a manuenção das conceções partilhadas das tarefas, que são realizadas interactivamente através de processos de grupo.

Refere-se a Larusson e Alterman (2009) para alcançar o ambiente wiki, pois «as atividades de aprendizagem colaborativa podem ser realizadas individualmente ou em grupo, em momentos de sincronia ou de assincronia.» (lourenço Dias, 2012: 6). O ambiente wiki «possui características que possibilitam o desenvolvimento de tarefas metacognitivas, o desenvolvimento da reflexão e o desenvolvimento da auto/coexplicação» (ibidem). «Os espaços wikis são usados para desenvolver competências de escrita, dado que qualquer pessoa que os utilize pode rever os textos, acrescentando, apagando ou modificando as partes que entender» (ibidem, p.7), além das hiperligações. «O potencial dos wikis para a aprendizagem colaborativa reside na sua capacidade de permitir o debate, baseado em experiências de aprendizagem, e na facilidade de criar conhecimento.»

Assim, refere Santos et al. (2010) para afirmar que «a interação proporcionada pela aprendizagem colaborativa abriga os alunos a ir clarificando cada vez mais o que pensam sobre algo e a alargar o seu ponto de vista pessoal,levando-os a uma apropriação individual do sabr ou, pelo menos, ao reconhecimento do que ainda é preciso para que essa apropriação fique completa. A realização de tarefas onde se aprende com os outros é "uma fonte de satisfação pessoal e não de medos e frustrações."»

De modo sinérgico, a aprendizagem colaborativa «permite ao professor avaliar, além dos conhecimentos dos alunos no âmbito da disciplina em questão, as suas capacidades de comunicação, de pesquisa e de seleção de informação.» (Henriqueta Costa, 2013: 3)

Assim, na aprendizagem colaborativa utilizando os wikis, além da intenção cooperativa de interagir de acordo com os interesses de todos, é necessário a intenção assertiva que exige a satisfação dos interesses individuais, os fatores internos aos indivíduos, os elementos intrínsecos que desenvolvem satisfação e são verdadeiramente motivadores. A aprendizagem colaborativa exige paciência e grande empenhamento.

Cumprimentos

Henrique Velho

Comentários

  • Ana Luísa Gonçalves há 1409 dias

    Boa noite,

    destaco a última frase que colocou "A aprendizagem colaborativa exige paciência e grande empenhamento" pois são, sem dúvida, os ingredientes necessários.

    cumps,

    Ana Luísa Gonçalves

     #ecoimooc3t3

  • Henrique Velho há 1409 dias

    Obrigado Luisa!

    Acrescento mais um pouco de informação que descubro com o texto 3 e reforça o entendimento construído, que considera aprendizagem colaborativa «como uma forma de organização deliberada, complexa, que se constrói na inteligência da ação, com o intuito de encadear determinadas actividades que envolvem vários elementos» (Texto 3: p.98).

    Considerar no trabalho colaborativo, a motivação, a comunicação e a interação, como o núcleo duro do trabalho colaborativvo eficaz, com referência a Levan (2004), reforça o meu entendimento quanto à consideração da assertividade como relevante pois esta baseia-se na comunicação e na interação e este estímulo faz despoletar os fatores intrínsecos que criam satisfação e por isso motivação.

     

    Cumprimentos

    Henrique Velho

  • Ana Luísa Gonçalves há 1408 dias

    Bom dia Henrique, 

    sem dúvida que o aspeto da assertividade cria, posteriormente, tal como diz, satisfação e motivação.

    cumps,

    Ana Luísa Gonçalves

    #ecoimooc3t3

  • Ilda Maria de Oliveira Costa Silvério há 1404 dias

    Ola Henrique , eu gostei muito da sua colocação e concordo com ela.

    Hoje em dia há pressa em fazer tudo rápido, e pre cisamos de desenvolver essas caapacidades.

    Bj

    Sucesso!

    Ilda

    #ecoimooc3t3