Artefacto Digital 2 - “Todos diferentes... Todos iguais…”

Artefacto 2 - Cenário de Aprendizagem

“O professor transmite os conteúdos e ajuda a definir um problema de aprendizagem – esse é o ponto de partida – a Biblioteca Escolar ajuda a transformar a informação em conhecimento. Ambos trabalham para o mesmo objetivo final: o conhecimento.”

 Ross Todd,  Do aprender a ler ao ler para aprender 

 » Introdução

A atividade  “Todos diferentes, todos iguais!” consiste na criação de um jornal digital, editado de forma colaborativa por alunos de 9º ano. Nesta edição, o tema escolhido foi o respeito pela multiculturalidade, por se tratar de um tema de grande atualidade e muito pertinente. Em futuras edições do jornal haverá uma temática diferente.

Este artefacto foi pensado na perspetiva de professor bibliotecário, tendo por base a realização de um trabalho colaborativo entre a biblioteca escolar e a sala de aula (neste caso as disciplinas de Formação Cívica e de Português).  As atividades desenvolvidas de forma colaborativa têm-se revelado muito profícuas, e, a meu ver, é o caminho a seguir.

As razões que justificam, que desta atividade resulta uma aprendizagem colaborativa, estão claramente expressas no texto 2  “Práticas de avaliação formativa em ambiente wiki”, de Paulo Dias (2012): (1)

O  papel  do  professor,  neste  contexto  de  aprendizagem,  aproxima-se  daquele  que  é proposto por Altet (2000), o professor já não comunica “um saber-conteúdo feito” (p. 168) mas “guia, acompanha o aluno nas suas investigações, experiências, actividades e iniciativas e ajuda a definir problemas; leva-o a formular questões, a analisar dados, a ensiná-los a construir uma  resposta;  adapta  as  suas  intervenções  às  necessidades  de  cada  um”  (p.  168), desenvolvendo  uma  “nova  relação  dialética  professor-alunos”  (p.  168)  que  reforça  a aprendizagem.

Para além da bibliografia indicada, foi também consultado o referencial de aprendizagens “Aprender com a Biblioteca Escolar” (2) para a elaboração deste artefacto.

  » Competências

  • Desenvolvimento do espírito crítico;
  • Desenvolvimento da consciência cívica e moral;
  • Desenvolvimento da criatividade e da autonomia;
  • Utilização da internet para pesquisa de informação;
  • Capacidade de selecionar informação relevante;
  • Avaliação das fontes de informação e dos conteúdos selecionados;
  • Utilização adequada de ferramentas web 2.0 no processo de aprendizagem.

  » Aprendizagens associadas ao trabalho da biblioteca escolar

     Conhecimentos/ Capacidades: (2)

  • Define uma metodologia de pesquisa, selecionando ferramentas e fontes de informação (impressas ou digitais) a utilizar;
  • Interpreta criticamente mensagens, identificando a perspetiva do autor e fatores que o influenciam (económicos, políticos, culturais…);
  • Identifica formas como os média podem influenciar a nossa visão do mundo e constituir um meio de intervenção;
  • Usa uma variedade de média, ferramentas digitais e ambientes sociais de partilha para criar e comunicar ideias com rigor e eficácia e interagir com diferentes audiências;
  • Usa autonomamente a biblioteca escolar para aceder e explorar os média, as ferramentas digitais e novos ambientes colaborativos de aprendizagem, de forma cada vez mais proficiente;
  • Conhece,  caracteriza  e  domina  o  uso  de  técnicas  características  dos diversos média.

    Atitudes e valores: (2)

  • Manifesta espírito crítico como produtor e consumidor de média;
  • Tem um comportamento ético e responsável no uso dos média;
  • Revela imaginação e criatividade no uso dos média;
  • Reconhece a fronteira entre o público e o privado.

 » Conteúdos a abordar

—  Português - Textos dos média:  Notícia; Reportagem; Entrevista.

—  Formação Cívica - Os grupos minoritários ou “não produtivos”, a igualdade e a discriminação: génese de um preconceito.

  • Os estrangeiros e a xenofobia;
  • Ideologias racistas.

 » Objetivos

  • Distinguir a matriz discursiva de textos de diversas tipologias;
  • Utilizar estratégias diversificadas para procurar informação;
  • Produzir textos de diferentes tipologias;
  • Reconhecer o papel dos média na formação pessoal e social do indivíduo;
  • Identificar tipos e situações de discriminação e racismo;
  • Interpretar produções culturais sobre a situação de grupos minoritários em ambiente discriminatórios;
  • Interpretar criticamente episódios históricos e factos sociais sobre a situação de grupos minoritários em ambientes discriminatórios, a partir do reconhecimento da igual dignidade de todas as pessoas;
  • Promover valores de tolerância e solidariedade;
  • Adquirir hábitos de participação democrática ao nível do debate de ideias;
  • Aumentar a competência no uso das TIC;
  • Desenvolver competências da literacia da informação e dos média.

 » Operacionalização

—   Fase 1 – Introdução ao tema “Racismo e Discriminação” (90+90 min) - (na sala de aula - Formação Cívica)

  • Visionamento do filme “14 kilómetros”, de Gerardo Olivares, sobre os emigrantes ilegais do norte de África que procuram na Europa uma vida melhor;
  • Audição da música “Alma não tem cor”, de Zeca Baleiro, e exploração ideológica do conteúdo da letra.
  • Debate - Situações de exclusão e preconceito podem afetar-nos a todos, independente da cor da pele, da origem étnica ou religião.
  • Elementos de suporte ao debate: o filme “14 Kilómetros” e os ataques levados a cabo em Paris, no jornal Charlie Hebdo e no teatro Bataclan, em 2015.

     Fase 2 – Planeamento e recolha de informação (90+45 min)- (na biblioteca escolar)

  • formação de grupos e definição do plano de trabalho para cada grupo (sob orientação do professor de Formação Cívica);
  • recolha de informação na internet sobre o tema e as conclusões do debate realizado em sala de aula, utilizando a ferramenta SpiderScribe para agregar a informação (sob orientação do professor bibliotecário);
  • —seleção crítica do material relevante para a fase seguinte do projeto (sob mediação do professor de Formação Cívica) através do SpiderScribe.

     Fase 3 – Elaboração de textos segundo modelos de escrita (90 min)- (na biblioteca escolar)

  • os alunos redigem os seus artigos no Wikispaces, aplicando os diferentes modelos de escrita (notícia, reportagem,…);
  • cada grupo analisa o trabalho de outro grupo e sugere correções ou propõe complementos (video, imagens…) que enriqueçam o texto produzido;
  • Durante o intervalo até à sessão seguinte (8 dias), o professor de Português faz a revisão final do trabalho de cada grupo, através do Wikispaces, para eventuais reformulações no conteúdo e na tipologia textual.

      Fase 4 – Publicação de um produto mediático  - Wikijornal (90 min)- (na biblioteca escolar)

  • —  os alunos revêm os trabalhos e fazem as alterações necessárias indicadas na plataforma (se as houver) ;
  • —  os alunos publicam o jornal digital com a ferramenta Wikijornal, sob orientação do professor bibliotecário.

 » Recursos 

  • —  Computadores;
  • —  Projetor;
  • —  Internet;
  • —  Música “Alma não tem cor”, de Zeca Baleiro;   

                Ouvir: https://www.youtube.com/watch?v=RcQP1z55vy8

  • —  Filme “14 Kilómetros”, de Gerardo Olivares [2007];

                Sinopse: http://mag.sapo.pt/cinema/filmes/14-kilometros

  • —   Ferramentas digitais Web 2.0:

                SpiderScribe - https://www.spiderscribe.net

                Wikispaces - https://www.wikispaces.com/

                    Wikijornal - http://www.wikijornal.com

 » Avaliação

    Indicadores de desempenho

  • —  Participação crítica no debate;
  • —  Domínio de conceitos e escolha das técnicas adequadas à produção dos textos dos média;
  • —  Correção linguística;
  • —  Indicação das fontes de informação;
  • —  Respeito pela propriedade intelectual.

    Instrumentos de avaliação

  • —  Fichas de autoavaliação da atividade (individual e de grupo);
  • —  Registos de observação;
  • —  Produto final (publicação do wikijornal).

 » Exemplo do produto final

  • —  Exemplo de um wikijornal que poderá ser feito com as ferramentas mobilizadas.

                 Exemplo 1 - http://exemplo.wikijornal.com/

                 Exemplo 2 - http://meira.wikijornal.com/

 » Referências Bibliográficas

 (1)  Paulo A. Lourenço Dias. Práticas de avaliação formativa em ambiente wiki.  Atas da Conferência Ibérica em Inovação na Educação com TIC. Bragança. 2012 [Texto 2 do Tema 3]

(2)  PORTUGAL. Ministério da Educação e Ciência. Gabinete da Rede Bibliotecas Escolares. Portal RBE: Aprender com a biblioteca escolar [Em linha]. Lisboa: RBE, atual. 20-11-2012. 

Disponível em www <URL: http://www.rbe.mec.pt/np4/referencial .html>

 

 

Comentários