Copiar e colar

Caros colegas e professores

Penso que não é uma discussão fácil esta do plágio e que nunca vai deixar de existir. É fácil dizer e descobrir que se está a copiar e a imitar, mas não fomos todos ensinados assim? Eu quando nasci não inventei nada. Tive de seguir regras e orientações já defenidas por alguem antes de mim. Aprendi e penso que aprendemos todos desde pequenos a seguir e a copiar modelos de comportamento, socialmente aceites por todos e a ser repreendidos quando não as seguimos e isso fica gravado, faz parte da nossa estruturação mental. Somos ensinados desde que nascemos a imitar ou não estou certo?

Penso que será uma discussão filosófica mas com importância para esta problemática. Acho que vários livros não chegariam para, ou usando terminologia dos nossos tempos, vários terabytes de informação não chegariam para suportar o que se pode escrever sobre isto.

Acho que ao lutar contra o plágio, em todas as àreas do conhecimento, estamos a lutar contra algo que faz parte de nós e onde nos sentimos confortáveis, a imitar. Atenção que não estou a defender a cópia só estou a querer dizer que é uma luta dificil e que não passa só pela repreensão e respectivos castigos. Acho que é muito mais abrangente do que isso. Cumprimentos a todos.

 

Comentários

  • Ana Paula Rocha há 1338 dias

    Mais do que cópia de comportamento dos outros, o plágio parece ser uma prática instalada que raramente é punida no percurso escolar dos individuos.

  • Alexandra Bento há 1338 dias

    Parece-me que o recurso ao plágio é a forma "fácil e rápida" de resolver o problema. 

    Não concordo que fomos ensinados a copiar comportamentos, parece-me mais que nos apropriamos de muitos e sim aprendemos com modelos que nos são próximos, mas ainda assim, temos uma capacidade inata e muitas vezes inconsciente de seguir uns e recusar outros.