Já fui plagiada, e você?

Já fui plagiada. Não gostei. Éramos, na época, um grupo de pesquisa acadêmica. Um único tema, mas com muitas possibilidades. Um tema que na época ainda não era discutido no Brasil e todo material encontrava-se em inglês e francês, majoritariamente.

Era preciso esforço... pagar por papers em editoras internacionais, pagar pela importação de livros, traduzir tais materiais, e isto requer dinheiro e tempo, não?

E não basta ler... era preciso de mais tempo ainda para refletir, para fazer as correlações entre a realidade estrangeira e a que se encontra no seu país. Era preciso confrontar autores, porque nem todos concordam. O simples ato de nomear algo já pode criar uma série de confusões quando cada um pensa algo diferente sobre a mesma coisa.

Resumindo... trilhei este caminho, de buscar a bibliografia adequada, paguei por ela, gastei tempo para traduzir, ler, entender, e colocar no papel as minhas ideias... para num belo dia, ver publicado num artigo de congresso um parágrafo meu, sem me citar... . Desceu amargo, e na época, ainda fazendo mestrado, simplesmente engoli... Não entendia como a pessoa, que também participava do grupo, que sabia que eu também estaria em tal congresso, e possivelmente lesse os anais e visse que ela usou um parágrafo meu, colocou na bibliografia um livro que só eu tinha comprado... enfim.... Pra que? Porque?

Hoje, depois de ter terminado dois pós-doutorados, e ter passado por muita coisa, ficou apenas uma vaga lembrança deste episódio. Esquecer a gente não esquece. Mas como não quis tomar nenhuma providencia, a unica ação que partiu de mim foi o afastamento em relação a pessoa.

A amizade, o coleguismo não dá liberdade para o plágio. Pelo contrário, quem é seu colega, seu amigo, vai fazer questão de te citar, e colocar a sua referencia no trabalho dele, mostrando respeito pelo estudo que voce realizou!

Um pequeno desabafo apenas, refletindo sobre as questões colocadas pelo curso esta semana! 

abraços,  

Amanda

Comentários

  • Maria Casanova há 1219 dias

    Compreendo-a perfeitamente. 

    Senti num dado momento que um trabalho que estava a ser desenvolvido por mim, estava também a ser desenvolvido por outra colega. Tudo igual: questões levantadas, finalidade, objetivos, temáticas da revisão de literatura, só mudava o campo de investigação. 

     

     

  • Amanda L há 1217 dias

    Obrigada Maria, por passar por aqui e deixar seu comentário... Infelizmente, estamos sujeitos a passar por esta situação tão incomoda! Seria bom que as pessoas pensassem: "O que não quero para mim, não farei para meu próximo".... Um otimo resto de noite para voce! Abraços!