Opinião sobre o tema da semana

No que se refere à importância deste tema, há-que acentuar a questão da escolaridade básica onde se exerce a atividade profissional, a qual constitui o começo de um processo de educação e formação ao longo da vida e é imprescindível para responder aos novos desafios pessoais e sociais. Contudo, ainda hoje, um número significativo de alunos, não completa a escolaridade básica obrigatória na idade normal e muitos outros, quando o fazem, nem sempre têm conseguido apreender os conhecimentos e competências que a educação básica lhes devia proporcionar.

Deste modo e como docente, tento valorizar os saberes, capacidades e aptidões diferentes que os alunos apresentam, o que provoca a necessidade de se diversificar meios, métodos e atividades do processo ensino-aprendizagem, de tal modo, que os resultados sejam mais aproximados e contribuam para o seu sucesso.

Considero importante que se explorem “novas” ferramentas digitais em contexto de sala de aula. Como já referi noutra publicação, A evolução da Internet alterou bastante os hábitos dos nossos alunos. Estes novos meios de comunicação exercem uma poderosa atração nos estudantes, desviando muitas vezes a sua atenção face à escola. Por isso devemos sempre que possível utilizar as competências digitais para atrair os alunos para os temas a desenvolver. E ensinar a pesquisar e selecionar a informação de uma forma rigorosa e não se limitarem a copiar e colar.

Comentários

  • LFCrespo há 1282 dias

    Olá Silvia, tudo bem?

    Concordo com o que você afirma; mas enxergo ainda outro problema que enfrentamos com tal situação: mesmo que a educação básica não seja eficiente do modo como deveria e o aluno não tenha enxergado a tecnologia como auxiliar em seu aprendizado, ainda assim, ele está mergulhado na tecnologia, em toda sua vida. Ou seja, sempre nos esforçamos, mas temos de ser conscientes de que o risco de sermos atropelados pela tecnologia que conquista o aluno é muito grande. O que precisamos é nos esforçar sempre mais - e nunca estacionar.

    Abraço

    #ecoimooc4t1