• Blogs
  • Amanda L
  • ARTEFACTO 2 - APRENDENDO SOBRE O CICLO DA ÁGUA USANDO TECNOLOGIAS COLABORATIVAS EM SALA DE AULA

ARTEFACTO 2 - APRENDENDO SOBRE O CICLO DA ÁGUA USANDO TECNOLOGIAS COLABORATIVAS EM SALA DE AULA

APRENDENDO SOBRE O CICLO DA ÁGUA USANDO TECNOLOGIAS COLABORATIVAS EM SALA DE AULA

 

Amanda Ramalho Vasques Lourenço

 

Ilustração 1 (Fonte: The Water Cycle for Kids. U.S. Geological Survey. Disponível em: http://water.usgs.gov/edu/watercycle-kids-portuguese.html

 

 

1)      Ficha técnica

 

*Alvo da Atividade: 6º ano do Ensino Fundamental  

*Disciplina: Geografia

*Ferramentas tecnológicas mobilizadas: Wiki e Bubblr

*Artefactos a serem Construídos: (1) Glossário Ilustrado no Wiki; (2) História em Quadrinhos no Bubblr sobre o ciclo de vida de uma Gota de Água.

 

 

2)      Descrição da Atividade

 

Esta proposta de ensino-aprendizagem foi elaborada visando a construção colaborativa de saberes relacionados ao tópico “Ciclo da Água”. A atividade foi pensada para ser realizada no ambiente escolar, particularmente no laboratório de informática da escola.

O professor de Geografia deve introduzir o tema fazendo os alunos refletirem sobre o valor da água para a sobrevivência – abordando a sua importância natureza, para o ser humano, para a vida em geral no planeta terra. O professor deve levar o aluno a pensar sobre o problema da escassez da água sob a perspectiva das atuais mudanças climáticas.

A oferta de água doce e salgada, o abastecimento das cidades, a questão da poluição dos rios, a produção de energia pelas hidrelétricas, bem como as diversas funções da água seja para o corpo humano, agricultura, lazer, etc. são temas a serem explorados neste levantamento inicial sobre o tema “Água”.   

A seguinte questão é colocada aos alunos: - Qual é o caminho que a água percorre na terra, no ar e no mar? Após os alunos refletirem e colocarem seus pensamentos em forma de uma discussão oral, o professor deve compartilhar com os estudantes a imagem do Ciclo da Água, conforme a ilustração 1.

A proposta a ser lançada pelo professor aos alunos consiste em 2 etapas objetivando a produção de 2 artefactos complementares usando suporte de TICs. A primeira etapa consiste na produção coletiva de um Glossário Ilustrado sobre os termos estudados no ciclo da água (ex. Evaporação, condensação, sublimação, atmosfera, aquífero, lençol freático, etc.) na plataforma Wiki. A segunda etapa consista na criação de uma história em quadrinhos sobre o ciclo de vida de uma Gotinha de Água usando a ferramenta Bubblr.

O professor deve dividir a turma em grupos de 5 alunos, para que cada grupo crie seu próprio glossário e sua própria história em quadrinhos. Após a etapa das criações, os alunos deverão expor suas produções – os glossários serão impressos e disponibilizados a todos; as histórias em quadrinhos serão contadas por cada grupo de alunos.

 

3)      Conceitos/Noções

 

Wiki é uma ferramenta de produção de textos colaborativos, visando a geração de conhecimentos compartilhados entre diferentes pessoas, em qualquer relação espaço-tempo. Segundo Becker (2011), é possível, através do Wiki, mediar produções textuais coletivas e de contribuir para a formação e manutenção de comunidades virtuais, a exemplo da enciclopédia Wikipédia. Por meio desta ferramenta um internauta pode alterar conteúdos apresentados em um site com tal recurso, através do próprio browser utilizado para navegação. Assim, ninguém possui a posse definitiva sobre texto nenhum – os textos são de todos, são da comunidade.

 A ferramenta Wiki para a criação de um glossário é forma de composição de textos que apresenta as características que definem a aprendizagem significativa: é uma ferramenta ativa, construtiva, reflexiva, colaborativa, intencional, contextual e coloquial.

Os termos wiki e wikiwiki, que em havaiano significam rápido e rapidinho, são atualmente utilizados para designar uma coleção de documentos / hipertextos, editados coletivamente no ambiente da Internet. Ou seja, uma Wiki é, basicamente, website para um trabalho colaborativo entre um grupo de autores - trata-se, portanto de uma aprendizagem cooperativa.

Esta ferramenta foi criada nos anos de 1993-1994 a partir do trabalho de Howard G. "Ward" Cunningham, programador de computadores e dono da empresa Cunningham & Cunningham, Inc., uma consultoria especializada em programação orientada a objetos. No ambiente escolar uma Wiki pode ser muito útil na medida em que estimula o trabalho coletivo e uma postura colaborativa nos alunos, bem como requer reflexão dos mesmos, pois é necessária a discussão antes de se fazer modificações nas páginas. Ela também envolve a construção de pesquisas, crônicas, dicionários, poesias, textos entre outros documentos.

Segundo Faria (2011, p.1) a Web 2.0 aparece no cenário tecnológico proporcionando novas formas de interação ente as pessoas, bem como novas situações de ensino-aprendizagem. Em seu bojo, a Web 2.0 traz três mudanças a serem consideradas: 1) da informação para a comunicação; 2) de uma ação passiva para uma interativa; 3) da aprendizagem individual para a aprendizagem social. Wiki e Bubblr são tecnologias Web 2.0.

O Bubblr por sua vez, é um aplicativo para a criação de tirinhas cômicas ou histórias em quadrinho. Sua plataforma esta disponível no site do Pimpampum, um gerador de novas realidades usando tecnologia. Baseia-se no desenho e integração de webs, aplicações em redes sociais, serviços web, open data (dados abertos), aplicações móveis multiplataforma e programação criativa.

Como atividade de escrita, o professor pede aos alunos para criarem uma história em quadrinhos baseado em um tema. Ao grupo de alunos cabe a criação dos diálogos para as suas tirinhas, que devem criativas, originais e geradas de forma colaborativa, partindo das ideias coletivas para cada cena. Uma vez pronta, os alunos apresentam suas histórias em quadrinho, praticando o falar em público e desenvolvendo a sua confiança.

Para Shively (2011, p.12) a flexibilidade é a capacidade de olhar para uma questão ou assunto de um ângulo diferente – o que gera uma variedade de ideias. Para a autora, ferramentas como o Bubblr faz com que se desenvolva a flexibilidade de pensamentos e interpretações, promovendo a compreensão interpessoal que também leva a originalidade e criatividade. As ferramentas de tecnologia para construir habilidades de criatividade promove, segundo a autora, a resolução de problemas, o uso da fluência e flexibilidade para debater diferentes abordagens, bem como a classificação de opções a serem trabalhadas.

 

4)      Objetivos de Aprendizagem

 

-Conhecer os estados físicos da água. Conhecer as fontes de água nos seus diferentes estados.

-Identificar os estágios do ciclo hidrológico.

-Avaliar o comportamento humano presente com relação ao uso da água e sua responsabilidade quando a sua situação futura em termos de oferta de água no planeta.

-Construção de um Glossário Ilustrado usando Wiki, onde os alunos trabalharão os conceitos sobre os diferentes termos relacionados ao ciclo da água (ex: infiltração, condensação, atmosfera, aquífero, percolação, escoamento, nascente, precipitação, etc.).

-Construção de uma História em Quadrinhos usando Bubblr, sobre a o ciclo de vida de uma gota de água. Pergunta Base para a criação das tirinhas: “Qual é o cotidiano de uma gota d’água?”

 

5)      Ferramentas Tecnológicas Mobilizadas

 

A plataforma Wiki é conhecida pela sua capacidade de suporte a atividades de escrita colaborativa – ou seja, de edição aberta.  A criação de um Glossário Ilustrado sobre o tema Ciclo Hidrológico exige que os grupos de alunos trabalhem a organização dos itens a serem contemplados no glossário, sendo que este deve ser alimentado pelas diversas contribuições do grupo.  Este tipo de atividade faz com que o aluno se envolva com o tema e trabalhe com os conceitos dos temos pertinentes ao estudo do ciclo da água – fazendo com que haja uma expansão dos seus conhecimentos a partir da busca por definições e ilustrações. O glossário deve ser alimentado com definições próprias dos alunos e também definições realizadas por autores especialistas – e estes devem ser citados quando usados.

O Bubblr é uma das muitas ferramentas Web 2.0, que podemos chamar de “criativa” no Pimpampaum, um site fornecido por professores/artistas Daniel Julià & Anna Fuster. O objetivo dos criadores é abrir espaço para a imaginação dentro da internet – ao dar as ferramentas é possível gerar novas realidades.

Através do Bubblr, é possível criar uma série de tirinhas cômicas, gerando uma história em quadrinhos. O Bubblr é de simples navegação e capacita os grupos de alunos criarem suas próprias e únicas histórias. As imagens para a história em quadrinhos estão disponíveis no aplicativo Flickr – uma rede de imagens disponibilizada por usuários do ao redor do mundo. Usando uma tag você pode pesquisar sobre um assunto acessando fotos sobre o mesmo, e partir da imagem escolhida você adiciona um discurso nos quadrinhos ou balõezinhos de pensamento. Os balões ou bolhas são arrastados e soltos na imagem – eles são editáveis, bem como é possível a adição novos painéis.

Este é o tipo de atividade que mobiliza e capta a atenção dos estudantes, por um simples fato: Que criança não gosta de história em quadrinhos? A criatividade é acionada para que a imaginação dê lugar a criação. O projeto é livre de plágio, uma vez que o grupo de alunos deve se organizar e concordar com os diálogos criados por eles mesmos, que serão escritos nos balõezinhos. As imagens usadas devem conter a fonte/autor da imagem, a fim de creditar a mesma.

 

6)      Argumentos que Justificam a Aprendizagem Colaborativa

 

Faria (2011, p.1) explica que o uso de ferramentas Web 2.0, como por exemplo, Wiki, trouxe mudanças nos cenários escolares, uma vez que são desenvolvidas atividades em um contexto construtivista de uma aprendizagem que visa: maior responsabilidade – uma vez que os alunos são, eles mesmos, os primeiros a controlar a sua aprendizagem. Além disso, é requerida uma disponibilidade maior para a colaboração – uma vez que “a partilha e a participação em discussões permitem encontrar um sentido e apropriação”.

 

 

   Ilustração 2

                                     Fonte: Faria (2011, pag. 2 apud BOHADANA, 2007)

 

A ilustração 2 traz um esquema que diz respeito ao âmbito da Cooperação e Colaboração – realizando uma distinção entre suas principais características. Nos dois casos vemos, as atividades propostas são realizadas em equipe. Na cooperação as relações não são hierárquicas – mas coordenadas, existe a tolerância às diferencias uma vez que o objetivo que une os sujeitos é comum e exige respeito mútuo, os conteúdos escolhidos são negociados e de forma colaborativas os sujeitos interagem e se ajudam mutuamente.

Assim, podemos resumir, dizendo que a plataforma Wiki, em suas características Web 2.0, possibilitam o trabalho colaborativo em um ambiente de aprendizagem cooperativo. No caso da atividade proposta, o uso de ambos – Wiki e do Bubblr – visam a construção de saberes de forma colaborativa em um ambiente virtual de cooperação.

O Bubblr, especificamente, recorre a outra estratégia para o processo de ensino-aprendizagem, pois permite a reflexão crítica, que se constrói pela criação dos quadrinhos – o que vai muito além da simples leitura ou preenchimento de balões. A utilização das diferentes linguagens na forma de histórias em quadrinhos para o ensino pode ser de grande valia, uma vez que envolve uma forma de comunicação visual e verbal ao mesmo tempo.

Palhares (2009, p.5) explica que é preciso uma “complementaridade entre imagem e texto, para que aquele monte de desenhos e palavras, separados entre si por quadros, faça sentido, e passe, para quem lê, a emoção que pretendida”. Assim, imagem e o texto se complementam, de forma que “cada quadrinho deve ser como que um retrato fiel ao exato instante em que a cena ocorre, dando sentido à sequência de quadrinhos tanto os que a antecederam, como os que virão”.

Na atividade proposta, o quadrinho não vem pronto aos alunos – pelo contrário – são eles mesmos que usarão da criatividade para (1) selecionar as imagens, (2) criar os diálogos e (3) montar o cenário dentro de uma sequencia lógica dos acontecimentos.

Podemos complementar, ainda com a explicação de Palhares (2009, p.9): “Uma nova forma de narrativa foi introduzida com a história em quadrinhos que tem como ponto principal a união de duas linguagens, uma não-verbal e outra verbal, o que lhe confere um grande potencial criativo e comunicativo”.

Assim a imagem escolhida pelos alunos em cada quadro ou cena assumi o papel de linguagem, e deverá ser inserida no contexto da criação – que também envolverá a habilidade escrita colaborativa dos alunos – de comunicarem por balões o enredo, desenvolvimento e conclusão da história do cotidiano de uma gota de água em seu ciclo de vida – o ciclo hidrológico.

Resumindo este contexto relacionado ao processo de ensino-aprendizagem mediado por tecnologia, encerramos com a citação de Jonassem (2007) traduzida e disponibilizada assim por Coutinho e Alves (2010, p. 207)

“Na sociedade da aprendizagem dispomos de novas formas de aprender e de nos relacionarmos com o conhecimento; a aprendizagem ocorre nos mais diversos contextos sejam eles formais ou informais e é um processo que se prolonga ao longo da vida porque o mundo global é competitivo e o que hoje é actual e relevante amanhã estará obsoleto e descontextualizado. Mais do que meros meios de comunicação ou ferramentas neutras, as TIC e a internet são ferramentas tanto cognitivas como sociais que modificam a nossa forma de comunicar, interagir e aprender.”

O objetivo de uma educação atual, significativa, construída e mediada com suporte tecnológico é cada vez mais requerida nos ambientes escolares. Cabe aos professores desenvolverem as competências tecnológicas para inserirem seus alunos neste contexto, sendo este MOOC, um exemplo excelente de Formação Continuada, onde professores trocam experiências docentes, bem como se munem das mais diversas ferramentas educativas e aplicativos tecnológicos que estão a disposição para incrementar de forma criativa os mais diversos cenários de ensino-aprendizagem.            

 

 

7)      Bibliografia Utilizada

 

BECKER, A. M. A ferramenta Wiki: desafios e contribuições na formação universitária presencial. Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, [S.l.], v. 4, n. 1, p. 55-67, out. 2011.

 

COUTINHO, C.; ALVES, M. Educação e sociedade da aprendizagem: um olhar sobre o potencial educativo da internet. Revista de Formación e Innovación Educativa Universitaria. Vigo: Universidade de Vigo, v. 3 n.4. 2010, PP. 206-225.

 

FARIA, A. N. M. M. C. Utilização do Wiki Como Ferramenta Colaborativa de Aprendizagem.   Mestrado em Educação. Universidade de Lisboa / Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, Lisboa, 2011.

 

PALHARES, M. C. História em Quadrinhos: Uma Ferramenta Pedagógica para o Ensino de História. Secretária da Educação do Paraná: Arquivos. 2009. Disponível em:

http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/2262-8.pdf. Acessado em maio de 2016.

 

SHIVELY, C. H.  Grow Creativity! Focusing on fluency, flexibility, originality, and elaboration skills gives teachers and students an effective shortcut to developing creativity together. ISTE (International Society for Technology in Education), Learning & Leading with Technology, May 2011 pp. 10-15.

 

UNITES STATES GEOLOGICAL SURVEY. The Water Cycle for Kids. O Ciclo da Água para Crianças. U.S. Geological Survey. Disponível em: http://water.usgs.gov/edu/watercycle-kids-portuguese.html. Acessado em maio de 2016.

 

Ferramentas Técnológicas

 

Bubblr - http://www.pimpampum.net/en/content/bubblr

Wiki - http://www.wikispaces.com/

Comentários

  • Guilherme Neto Ferreira de Oliveira há 1194 dias

    Olá professora Amanda!

    Gostei muito da sua proposta de trabalho. A temática da água é muito apropriada para os nossos dias e abordá-la com alunos do ensino fundamental é realmente necessário. Achei interessante a segunda parte do seu trabalho quando busca a história em quadrinhos como suporte para consolidação da aprendizagem.

    Corcordo com sua posição quando afirma: "O objetivo de uma educação atual, significativa, construída e mediada com suporte tecnológico é cada vez mais requerida nos ambientes escolares. Cabe aos professores desenvolverem as competências tecnológicas para inserirem seus alunos neste contexto, (...)"

     Um abraço, 

    Guilherme Neto. #ecoimooc4, ecoimooc4t3

  • Amanda L há 1194 dias

    Obrigada Guilherme!

    Fico feliz que tenha gostado! Obrigada pela visita! Também acho o tema da agua importante, estava em duvida entre varias possibilidades e acabei ficando com esta! :) 

    Tudo de bom!

    Abraço, 

    Amanda

    #ecoimooc4, ecoimooc4t3