Sobre o eu digital

Me espanta a frieza com a qual o homem se predispôs a experienciar a vida a partir do instante em que alguém, em algum ponto do Cosmo pensou dizer ser a ferramenta tecnológica mais importante que o Ser.

Protagonista da vida, o homem é a "tecnologia" em forma de carne e alma. Inspirado pelo "fólego eterno", surge o homem e com ele a capacidade de criar coisas em seu próprio benefício e de extensão coletiva.

Gerado da mente produtiva eis que apropria-se da capacidade racional e incorpora ao objeto, inerte e ineficaz, à suprema "corte", o status operandi, dando-lhe a significação social desejada, definindo-a, como deus, como sua criação tecnológica.

Afinal, da Pedra Lascada à Pedra Polida, até que o homem se libertasse do nomadismo e alcançasse o ser sedentário muitas tecnologias foram criadas e surgidas no ambiente social.

Longe se está de culpabilizar o ambiente; longe mesmo de condenar ..., penalizar... . Mas de um fato se há certeza: a frieza com a qual tratamos o homem humano como dependente da tecnologia o afasta da lida como o outro, com as alegrias e dificuldades .!

Não. Impossível fora assim pensar!

Assim, quando estiversos de posse e de frente com alguém, que possamos trabalhar e oferecer nosso primado tecnológico, talento de nós mesmos, e que assim o façamos, na certeza de que a informação e o conhecimento são a primazia do construir e fazer tecnológico. 

          

Comentários

  • Emilia há 908 dias

    Olá Marcio

    Você está corretissimo. Fui criada em uma época sem a tecnologia que temos hoje. Como você mesmo disse me enamorei pela tecnologia, e segui me apaixonando por ela. Mas em momento algum devemos esquecer de quem somos.

    Você citou o período da Pedra Lascada à Pedra Polida, eu vou mais além : Início da Revolução Industrial, você já pensou se naquela época tivessem negado aos camponeses pás e enxadas metálicas , dizendo a eles que deveriam fazer como seus antepassados e utilizar os mesmo instrumentos de madeira do tempo feudal ? Abraçar a tecnologia é  tudo de bom. Mas nos distanciar do outro e inimaginável.#ecoimoocbrt0

     

  • Emilia há 908 dias

    “Só depois que a tecnologia inventou o telefone, o telégrafo, a televisão, a internet, foi que se descobriu que o problema de comunicação mais sério era o de perto.”

    Millôr Fernandes   #ecoimoocbrt0