O Plágio impede o aluno de construír-se como autor.

Última alteração: 2015-06-16

Resumo

O impacto das tecnologias de informação e comunicação, bem como a falta de conhecimentos, habilidades e atitudes sobre o uso ético e legal da informação na era digital têm favorecido a ocorrência de práticas como o plágio acadêmico e elevado o nível de preocupação com ações éticas na realidade acadêmica. Neste contexto, as bibliotecas universitárias podem exercer um papel primordial no combate ao problema através da formação dos usuários com foco no uso ético da informação, ou seja, para o desenvolvimento e fortalecimento da dimensão ética da competência informacional. Com base nestas constatações, nosso objetivo é apresentar um breve retrato de um levantamento sobre ações e informações relacionadas à competência informacional, aos aspectos éticos, de orientação e/ou combate ao plágio disponibilizadas nos sites de bibliotecas universitárias brasileiras e espanholas. Para a análise das páginas utilizamos um formulário próprio, que nos permitiu indicar a quantidade, qualidade e o tipo de informações que são apresentadas por estas bibliotecas. Os resultados obtidos demonstram que o tema tem sido pouco explorado pelas bibliotecas brasileiras pesquisadas e exposto de forma mais explicita nos sites das bibliotecas espanholas selecionadas. De modo geral, notamos que os temas ainda podem ser explorados com mais profundidade nas duas realidades. Assim podemos fortalecer as boas práticas e estimular as ações que focam o desenvolvimento de competências em informação voltadas as questões legais, éticas e sociais que cercam o acesso e o uso da informação no ambiente acadêmico das duas realidades estudadas.

Palavras-Chave

Plágio Acadêmico; Ética da Informação; Bibliotecas Universitárias; Competência Informacional.
 

Comentários