Aprender a aprender na sociedade do conhecimento

Saudações a todos os colegas!

As formas de aprender são variadas e a cada dia percebemos que o conhecimento é produzido a partir da interação entre sujeitos de diferentes culturas e comunidades. Dessa forma, há uma grande dificuldade em sistematizar o conhecimento sem limitá-lo a uma única forma de aprender. Por isso, acredito que o verdadeiro aprendizado está nas práticas colaborativas que se tornaram mais ageis e possíveis após o acesso doméstico às redes de computador. Evidente que a forma rizomática das redes de computadores nos propiciam a vagarmos por inúmeros vídeos, textos, imagens que por vezes são aleatórias, mas, que também podem nos possibilitar aprender, porque,afinal, esse é um processo casual, dinâmico, sem limites, imprevisível, não linear e, portanto, também, muito individual. Assim, cabe a nós educadores reconhecermos essa dinâmica e construirmos trajetórias de aprendizados que possibilitem aos alunos a terem um ponto de partida e um ponto de chegada, mas que o caminho seja escolhido, pois, já é, especialmente, na modalidade EAD, de uma forma individualizada. Se dermos o suporte e  amparo necessários, nesses desvios de rota apontados no vídeo em estudo, nem sempre tão produtivos aos nossos olhos, poderão ser facilitadores para o processo de autoaprendizagem, pois, afinal, até quando desviamos o caminho temos uma experiência que deve ser levada a baila para que nossos rumos sejam tomados de uma forma mais produtiva, criativa e crítica.

Comentários