Plágio

A análise do plágio envolve questões de desonestidade acadêmica, responsabilidade cultural, educacional, social e abstração comprometida com o conteúdo abordado e com o processo de ensinar/aprendir da pessoa. O exemplo que dei sobre plágio de dois alunos também foi percebida com uma aluna de outra turma desse mesmo curso, em uma situação completamente diferente.

A pessoa em questão não conseguia abstrair sobre o tema estudado e todas as falas giravam em torno de sua experiência de trabalho. Não havia reflexão, socialização, discussão, diálogo nos processo de trabalho e, menos ainda, na relação entre os conteúdos abordados no curso e o cotidiano de trabalho.

Em nossas reuniões de orientação dos alunos, abordamos vários aspectos do curso relacionados ao tema abordado e sua relação com o processo de trabalho da aluna. Ainda assim, não havia qualquer indício de interação, de explicitação oral e escrita do pensamento crítico sobre aquele conteúdo e o cotidiano de trabalho. Não havia de transformação da realidade para aquela aluna.

Foi muito triste e penoso, o processo de abstração da aluna e, ao final ela não conseguiu terminar o curso.