• Blogs
  • Emilia
  • A LÓGICA DO ABSURDO (Celso dos S. Vasconcellos)

A LÓGICA DO ABSURDO (Celso dos S. Vasconcellos)

TESES SOBRE A AVALIAÇÃO PERVERTIDA OU SOBRE A PERVERSÃO DA AVALIAÇÃO
 
Vasconcelos enumera uma série de afirmações que ele denomina “lógica do absurdo”, sobre avaliação escolar:
 
  1. tem sua lógica a escola valorizar muito nota e dar-lhe grande ênfase, pois afinal é o que demais importância ali acontece; se a escola aumenta a exigência, o aluno se esforça mais
  2. 2. tem lógica  a escola montar clima de tensão, pois a sociedade também faz tensão sobre o perfil competitivo dos profissionais
  3. tem lógica a escola ceder à pressão dos pais, pois sempre foi assim
  4. tem lógica a escola usar o argumento da transferência dos alunos  como justificativa de não mudança de suas práticas, pois assim a escola não muda e se perpetua o sistema
  5. tem sua lógica o professor supervalorizar as notas, pois caso contrario, não consegue dominar a classe.
  6. tem sua lógica o aluno ir mal no 4º bimestre, tirando só anota que precisa, pois está interessado em passar de ano e não em aprender
  7. tem sua lógica o professor só valorizar a resposta certa, pois na sociedade é isto o que importa; professor respeitado pela comunidade é o professor “durão” e não aquele que se preocupa com aprendizagens
  8. o fato dos alunos terem “branco”, medo, nervosismo, ansiedade, etc é tudo culpa deles e da família porque não tem hábito de estudos
  9. os alunos ainda não perderam esta terrível mania de acreditar mais no que fazemos do que falamos (faz sentido ao aluno valorizar a nota, pois afinal é que cobramos)
  10. tem sua lógica o aluno não estudar todo dia, na medida em que percebe essa necessidade, já que o professor da matéria direitinho, aos poucos, seguindo o programa
  11. é comum a aplicação de provas estilo”papagaio”; o professor quer respostas idênticas as que deu em aula
  12. faz sentido os alunos desejarem boa sorte na prova, já que frequentemente as questões são arbitrarias, sem contar quando tem sentido velado de vingança
  13. tem sua lógica os alunos fazerem bagunça durante as aulas, para segurar o professor que quer despejar novas matérias, pois assim há menos pontos para estudar pra provas
  14. muitas vezes diante de provas que não exigem reflexão mas apenas nomes, classificações datas, fatos etc;  a “cola” representa uma forma de resistência do aluno
  15. tem sua lógica os professores fazerem avaliação sem ouvir os alunos, afinal, é assim que eles também são avaliados por seus superiores
  16. tem sua lógica o aluno adular o professor na medida em que de modo geral os professores não tem maturidade para ouvir uma critica
  17. as classes populares queriam escola e o governo deu. Agora são reprovadas e se evadem é porque não têm condições de acompanhar o nível de ensino – profecia “auto realizadora” lançada sobre o aluno (tem sua lógica)
  18. tem sua lógica o aluno pouco falar e pouco escrever na medida em que segundo mitos professores quanto mais escreve, mais pode errar
  19. tem sua lógica os pais preparem os filhos para as provas na base do questionário na medida em que é isso o que acaba valendo mesmo
  20. tem a sua lógica os pais engolirem os sapos da escola e dos professores, pois sabem que se reclamarem muito os prejudicados serão os próprios filhos e além do mais o que interessa mesmo é o diploma
  21. tem sua lógica os filhos se preocuparem em tirarem notas para os pais, pois se preocupam com os presentes e os castigos que poderão vir
  22. tem sua lógica o professor fazer a avaliação dos alunos apenas em determinados momentos de forma estanque pois também é assim que esta acostumado a avaliar o seu trabalho e o da escola
  23. tem sua lógica o professor distribuir nota no final do ano pois assim não fica com alunos em recuperação naco tem chateação com pais, alunos e escolas por causa de eventuais reprovações

Comentários

  • @na correi@ há 802 dias

    O peso da lógica fácil sempre favoreceu a estagnação e o "status quo"... ainda bem que ir à lua, no tempo de Júlio Verne não tinha muita lógica...

    Só há uma coisa com pouca lógica que me faz confusão neste contexto: não tem lógica um professor ser motor de estagnação, não é exatamente o contrário a sua essência?

    Ainda bem que hoje em dia, também entre os professores, há quem goste de desafiar a ilógica lógica de se deixar dominar pela lógica...