When tablet turns teacher

http://www.ft.com/cms/s/2/6a071e00-0db6-11e2-97a1-00144feabdc0.html

esta é uma boa observação sobre o papel dos professores, cortesia do nicholas negroponte/olpc (dois nomes que qualquer professor que se interesse pelas tecnologias educativas tem que conhecer...). parece, aparentemente, que basta fazer cair do céu tablets para que em pouco tempo miúdos de zonas isoladas lhes consigam dar a volta sem qualquer auxílio de adultos. descobrem sozinhos como os utilizar, como os programa e hackar. nenhum tipo chato a dar lições necessário. fantástico, não?

do ponto de vista da FC seduz, esta ideia de largar dispositivos computacionais in darkest africa e meses depois ir ver se os nativos desenvolveram algum tipo de culto de carga à volta das maravilhas digitais. do ponto de vista de um pedagogo sublinha o tempo que se perdeu. ok, as crianças deram sozinhas a volta à tecnologia, mas se tivessem por perto alguém que as guiasse e lhes mostrasse possibilidades, se calhar tinham lá chegado mais depressa e mais longe. ao criticar o convencionalismo do professor como sage on the stage, esta iniciativa clicktivista esqueceu o poder do professor como guide on the side. sim, é fantástico saber que estas crianças por si só souberam apropriar-se da tecnologia, mas por outro lado se a cada geração tivessemos que reinventar a roda...