• Favoritos
  • Hélder Pereira
  • As políticas tecnológicas para a educação e a literacia digital: o caso do programa governamental ‘e.escolinha’

As políticas tecnológicas para a educação e a literacia digital: o caso do programa governamental ‘e.escolinha’

http://www.ec.ubi.pt/ec/12/pdf/EC12-2012Dez-15.pdf

Sara Pereira, Ana Melro Universidade do Minho, Portugal E-mail: sarapereira@ics.uminho.pt, anamelro@live.com.pt

Resumo

Em 2008, o Governo português anunciou a iniciativa ‘e.escolinha’ que contemplou a distribuição de computadores ‘Magalhães’ aos alunos do 1º ciclo do ensino básico, durante três anos letivos consecutivos. Atualmente suspenso, o programa foi bandeira do XVII Governo Constitucional, liderado por José Sócrates, mas alvo de controvérsias por parte da oposi- ção política e da comunidade escolar, sobretudo pela aparente tónica no acesso à tecnologia em vez de uma maior preocupação com a formação e as práticas pedagógicas. Ao abrigo do Plano Tecnológico da Educação, o ‘e.escolinha’ inseria-se numa política mais ampla para o desenvolvimento de uma economia competitiva e dinâmica, através das metas estabelecidas pela União Europeia na Estraté- gia de Lisboa 2000. A iniciativa foi apresentada ao país com objetivos ambiciosos, no que diz respeito às esperadas mudanças ao nível das práticas pedagógicas dos professores, do processo de aprendizagem das crianças e do sucesso escolar em geral. Porém, a face mais visível da política, embora possa compreender outros matizes, poderá ter ficado reduzida à questão do acesso, apostando pouco nas outras dimensões da literacia digital. Com base em entrevistas realizadas a atores-chave envolvidos no processo de conceção e implementação do ‘e.escolinha’, e nos documentos oficiais que enquadram o programa, o presente artigo pretende dar a conhecer a forma como decisores políticos e empresas enunciam e avaliam os objetivos desta iniciativa. Pretende-se, em particular, conhecer se partilham a ideia de uma deriva tecnológica desta medida governamental ou se entreveem, na mesma, objetivos de literacia digital. Este trabalho decorre do projeto de investiga- ção “Navegando com o Magalhães: Estudo sobre o Impacto dos Media Digitais nas Crianças”, em curso no Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade da Universidade do Minho, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia ((PTDC/CCI-COM/101381/2008) ) e co-financiado pelo FEDER (COMPETE: FCOMP-01-0124-FEDER-009056).

Palavras-chave: Políticas tecnológicas para a educação, e.escolinha, computador Magalhães, literacia digital

Comentários

  • Ana Rodrigues há 1497 dias

    Na minha humilde opinião este projecto tinha muitos aspectos positivos, no entanto conseguiu-se que a sua politização se sobrepusesse como em tantas situações e esses aspectos.

    Quem privou de perto com esta iniciativa e os por ela abrangidos teve a oportunidade de perceber o impacto que o "e-escolinha" e o "e-escola" tiveram nos que mais deles necessitavam. Faltou continuidade, faltou formação complementar, faltou acompanhamento aos docentes e aos alunos, faltou o que ainda hoje deveria constar do plano de acompanhamento e execução..

    #ecoimooc15t2